03/11/2015

Resenha Literaria: A Herdeira - Kiera Cass


Oi, oi gente! Estou aqui escrevendo pelo celular, já que meu computador não quer ligar. Justo agora que me animei com o comentário de vocês no último post. Muito obrigada! ❤ Espero que esse probleminha se resolva logo, porque postar a vida toda pelo celular não dá né?

Ok, hoje teremos mais uma resenha literária e já quero avisar que pode conter pequenas coisas consideradas como spoilers dos outros livros, ok? Então não queiram me matar depois. Sim, mais um livro da Kiera. Já vimos a historia de America em A Seleção, A Elite e A Escolha e agora em A Herdeira, depois de anos passados, a historia continua com Eadlyn, a filha mais velha de America e Maxon. Vamos lá, porque o post de hoje está enormeeee!


Autora: Kiera Cass | Editora: Seguinte | Páginas: 391 | Nota: 9, 5

Sinopse: Quando Maxon Schreave e America Singer tornaram-se rei e rainha de Illéa, a primeira medida que decretaram foi abolir as castas de maneira gradual, para que a sociedade pudesse se aptar a uma nova configuração, agora muito mais justa, sem os rótulos que que limitavam as opções de educação e de trabalho de cada um.
  Os primeiros anos de governo também foram muito felizes no âmbito familiar, com o nascimento dos gêmeos Eadlyn e Ahren, seguidos pelos filhos Kaden e Osten. Por ser a primogênita desde pequena Eadlyn recebeu treinamento para um dia continuar o legado do pai, e logo desenvolveu uma personalidade de líder: racional, autônoma e decidida.
   Anos depois, a expectativa era de que a situação politica já tivesse estabilizada e tranquila, para que em breve Eadlyn pudesse assumir o governo sem grandes transtornos. Mas não foi nada disso que aconteceu. Na pratica, as pessoas ainda sofrem preconceitos por causa da casta a que sua família costumava pertencer. Frente a essa nova descriminação, revoltas passam a eclodir por toda parte, resultando em mortos e desaparecidos. Pela primeira vez desde o fim dos ataques rebeldes, a imagem da monarquia começa a  ser abalada.
  Enquanto não descobre uma solução definitiva para o problema, a família real precisa de uma distração para evitar que tudo saia do controle. É assim que Eadlyn se vê obrigada a participar de algo que jamais pensou que vivenciaria: Sua própria Seleção.
 
Clique em continuar lendo.



 A sinopse é bem clara em relação a história (e grande também) por isso não tem muito o que falar. Mas como vimos,  América conquistou o coração de Maxon e depois de vinte anos passados chegou a vez da filha primogênita do casal, criada desde muito cedo para ser uma líder e com isso tornou-se uma jovem de personalidade forte e com a consciência de que é capaz de governar um país sozinha, sem a ajuda de nenhum companheiro. Como a situação política do país não foi o esperado, como distração e uma maneira de controlar o problema, foi feita uma nova Seleção, diferente de todas as outras, dessa vez na disputa pelo coração de uma mulher, a rainha Eadlyn. É claro que ela não gostou nada da ideia e está disposta a eliminar todos os participantes. Mas a princesa vai perceber sentimentos que ela nunca sentiu, e que encontrar seu príncipe não é tão impossível assim.

O que eu achei? Quero começar falando dessa capa maravilhosa! Sempre gostei de todas as outras, mas dessa vez conseguiram se superar. Em relação a história, gostei muito de matar a saudade de América e Maxon, o quanto eles amadurecem e depois de tantos anos juntos, ainda é visível o amor que sente um pelo o outro. Também gostei da relação do casal com os outro personagens que fui apaixonada no outros livros, tipo Aspen, May, Lucy e entre outros. Agora vamos falar da protagonista da vez, a Eadlyn. No princípio, não fui com a cara dela, por viver em uma situação diferente de muitas pessoas, ela pareceu meio desumilde as vezes, por mais que algumas vezes foi por pura falta de conhecimento. Tive uma relação de amor e ódio pela personagem, entendem? Já disse uma vez que a escrita da Kiera é fácil e envolvente e adorei esse livro também, assim como os outros. Ele te faz querer saber mais, já que no final do livro, a história não terminou e ainda tem mais. Por isso estou super curiosa pra saber o que vai rolar depois.  Recomendo!


É isso, espero que tenham gostado e me diz o que achou, se já leram, enfim. E ah! Perdão pelo post enorme. Beijos! 

6 comentários:

  1. Amo resenhas de livros!
    Eu tinha visto resenha dessa trilogia e me apaixonei pela história. Ainda não tive oportunidade de comprar, mas só de ver as resenhas e sinopses, fico me corroendo de curiosidade para ler também. ^_^
    Achei lindo o marcador de texto que veio no livro, é uma fofura.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  2. Oii, não li esse livro nem os outros, mas eu escuto falar muito, e também vejo muito em sites de compras, ainda lerei, adorei seu blog, estou te seguindo, bjos.

    http://yuugracindo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não pude ler esse livro porque quero ler ele quando o próximo já tiver saído. Mesmo assim, li um spoiler por acidente e quero morrer. Socorro!
    A capa é realmente linda, né? E ó, tá todo mundo falando mal da Eadlyn então fiquei com um pouquinho de medo de não gostar.
    Mas amei a resenha!

    Beijos,
    Bi.

    - www.naogostodeunicornios.com

    ResponderExcluir
  4. Jé e essa capa? Hahaha nem tem o que falar ne? Eu tbm fiquei com uma relação de amor e ódio com ela... E o amor de Maicon e América eh incrível ne? Tava louca pra saber o que tinha acontecido com eles hahaha amei a resenha!! Realmente a kiera arrasa!
    Beijos linda

    ResponderExcluir
  5. Ainda não li, flor. E realmente ele tem uma capa perfeita, deve ser ótimo. bjs

    ResponderExcluir
  6. Vi em MUUUITOS blogs falando dessa saga, mas acabei não lendo.

    Beijoos, Love is Colorful

    ResponderExcluir

♥ Continue acompanhando, siga o blog para saber de todas as novidades. Deixe o link no fim do comentário que retribuirei. Obrigada e volte sempre :)

Obs: Se estiver seguindo, avise depois do seu comentário sobre o post, assim fica mais fácil para retribuir. Beijos